terça-feira, 13 de maio de 2014

Último livro da trilogia "A Seleção" de Kiera Cass

Finalmente o último livro desta trilogia tão aclamada pelos fãs.


Para a primeira avaliação do blog resolvi trazer um livro que gerou grande expectativa entre os seus fãs.

De início tenho que confessar que quando li a sinopse do primeiro livro da série ("A Seleção") imaginei que não fosse gostar nem um pouco. Tenho essa mania, sempre ler as sinopses no site do Skoob e adicionar aqueles que um dia pretendo dedicar um pouco do meu tempo disponível (http://www.skoob.com.br/perfil/alepaccola).

Achei que seria mais uma história boba de várias mulheres brigando pelo menos cara, como se ele fosse assim tão perfeito. Esse pensamento também me aflorou por existirem tantos livros na atualidade que possuem os mesmos elementos, alternando somente as personagens e o ambiente onde a trama é desenrolada. É sempre a menina não-muito-bonita, com o cara mais-que-perfeito e cheio de mistérios... o resto vocês já podem imaginar.

Passado algum tempo, e tendo o livro em mãos, resolvi dar uma chance a Kiera Cass e ver no que toda essa história de príncipes e princesas ia dar. Não vou mentir, quando criança tinha fascínio por todos os filmes da Disney, portanto, bem no meu íntimo, isso deve ter contado para me chamar a atenção.

Para quem não conhece, a saga conta a história de América Singer, uma garota que ocupa o nível 5 numa sociedade dividida em sistema de castas, que variam de 1 a 8, onde seus monarcas casam os herdeiros através de um grande evento chamado de seleção. Na seleção, são escolhidas diversas garotas de várias províncias que competiriam entre si pelo amor do príncipe, ou pelo amor à coroa, a depender da ambição.

Nossa protagonista, que esta perdidamente apaixonada por Aspen, um garoto que ocupa uma casta inferior a sua e passa muitas dificuldades com a família, se vê deixada por ele com um pedido seu para que ela se aliste na seleção e tente uma vida melhor. O pior de tudo, para ela, é que América acaba entrando nesse turbilhão.

É nesse meio tempo que ela conhece o príncipe Maxon, e fica sem saber o que fazer quando, inesperadamente, seus desejos e dúvidas em relação à competição começam a mudar. Maxon, para minha indignação, vê a seleção como uma coisa normal, ficando a cada etapa mais próximo de uma ou outra garota, mas sempre enchendo América de promessas de amor.

Acabei lendo o primeiro livro em menos de dois dias, e com o segundo não foi muito diferente. No fim fiquei ávida pela última parte desta história. Então, vamos logo ao que senti com esse livro especificamente.

América Singer, por muitas vezes, me fez querer esfolá-la viva com tanta indecisão em relação a Aspen e Maxon. Por fim, e para minha alegria, ela acabou por perceber que, no momento em que decidiu entrar na disputa, havia deixado para trás seus sentimentos por Aspen. Pena que demorou tanto para ela cair em si.

Aspen, que foi deixado de lado nessa última parte da saga, acaba percebendo que nem tudo no mundo é América. Ainda bem, não aguentava mais esse vai-não-vai dos dois. Mas gostei de vê-lo abrindo seu coração para outra pessoa e transformando o que ele nutria por América em uma grande amizade.

A disputa pelo príncipe, acirrada como sempre foi desde o início, acaba por aproximar as últimas garotas que sobraram na competição, surpreendendo-as com uma amizade inesperada entre todas. Inclusive, ninguém imaginaria que Celeste, de casta 2 e extremamente invejosa, estaria se enquadrando em qualquer coisa que fizesse menção a palavra "amizade". Justo ela que eu tanto odiei, mas que depois tanto adorei, confesso.

Achava muito difícil, também, imaginar como essa trama ia se desenrolar em relação às mudanças que América e Maxon desejavam para a sociedade. Óbvio, com um rei tão louco quanto aquele que sugeriu a divisão em castas, somente algo muito drástico para mudar esse sistema tão cruel.

E o que seria de uma boa trilogia se a autora não resolvesse assassinar alguns personagens que adoramos? Ai, ai, até hoje tenho vontade de gritar com Suzanne Collins por isso. Mas não vamos nos distrair! Acho que América não mereceu as perdas que teve, mas acho que foi a única maneira que Kiera Cass arranjou para equilibrar a situação. Se de um lado a morte leva alguém que não tem escrúpulos, de outro mostra à América que nem todas as pessoas de bom coração viverão para ver o final feliz. Triste? Muito, George Martin mandou lembranças!

Esse último livro me gerou uma ligeira frustração, pois, apesar do final extremamente romântico, fiquei com aquele sentimento de que queria saber mais. Fãs de Harry Potter que o digam! Porém, com seus prós e contras "A Escolha" certamente me cativou, assim como essa autora, de quem ainda espero poder ver alguns outros trabalhos em breve. Por fim, digo que a trilogia toda vale a pena e recomendo bastante a leitura, para quem gosta desse tipo de literatura. 


Espero que tenham gostado da resenha e estou aberta a sugestões. Bem vindo, e volte sempre!

3 comentários:

  1. Olá, adorei sua resenha!! :D
    Eu sempre quero ler esses livros, espero ter em breve essa oportunidade, a história sempre me parece ótima!
    Beijos, Lerissa.
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Lerissa, se você tiver a oportunidade de ler não irá se arrepender.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião, essa trilogia já foi infinitamente desanimadora pra mim. Como todo mundo diz, ela focou demais no romance e eu particularmente não me interesso por livros de romance. Queria saber do mundo, do universo, do passado, do futuro, tudo com muito muito MUITO mais detalhe e a autora focou única e exclusivamente no romance. Então, pra quem gosta de romance, é com certeza uma ótima história. Quando se trata da distopia, não. :/

    "Justo ela que eu tanto odiei, mas que depois tanto adorei" isso define a Celeste da melhor forma possível!

    No YouTube: https://www.youtube.com/user/distracoesdiarias/
    Blog: http://distracoesdiarias.com/
    Fan Page: https://www.facebook.com/distracoesdiarias

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário sobre a resenha.